A ARTE DE CONSTRUIR A HISTÓRIA ATRAVÉS DA MEMÓRIA: UMA EXPERIÊNCIA INCLUSIVA NA UAMA

Rozeane Albuquerque Lima, Hilmaria Xavier Silva

Resumo


A proposta deste trabalho é convidar o leitor a fazer um exercício de memória. Lembrar como algumas sensações, a partir de experiências sensíveis durante a vida, ficam registradas em nossa memória. Pensar ainda, como a construção das memórias dizem sobre a trajetória de vida dos sujeitos. Os sujeitos aqui pensados são idosos que, a partir da experiência da educação através da Universidade Aberta à Maturidade – UAMA, ressignificaram suas memórias e a criação de si. Apresentamos então a experiência do Sr. Domingos que, em trajeto pela memória do ser idoso e pela experiência da educação, ressignificou aquela categoria etária por muito tempo foi, e ainda, tão pouco compreendida e invisibilizada por parte da sociedade.


Texto completo:

PDF

Referências


AGRA DO Ó, Alarcon. A velhice: biopolítica, violência, direitos. Campina Grande: EDUFCG, 2017.

ALBUQUERQUE JR., Durval Muniz de. História: a arte de inventar o passado. São Paulo: Cortez, 2007.

BEAUVOIR, S. A velhice: realidade incômoda. 2.ed. São Paulo: DIFEL. 1976. 339p.

BOSI, E. 1983. Memórias e sociedade: lembranças de velhos. T. A.: Queiroz. São Paulo, 1983. 405p.

CACHIONI, Meire. Quem educa os idosos: Um estudo sobre professores de universidades da terceira idade. Campinas-SP: Alínea, 2002

DERRIDA, Jacques. A Escritura e a Diferença. São Paulo: Perspectiva, 2002.

DERRIDA, Jacques. Gramatologia. São Paulo: Perspectiva, 2004.

DIAMOND, Jared. O mundo até ontem. O que podemos aprender com as sociedades tradicionais. Rio de Janeiro: Record, 2014.

KOSELLECK, Reinhart. Futuro passado: contribuição à semântica dos tempos históricos. Rio de Janeiro: Contraponto: Ed. Puc-Rio, 2006.

LARROSA, Jorge. Experiência e paixão. In. ________ Linguagem e educação depois de Babel. Belo Horizonte: Autêntica, 2004. P. 151-165.

LIMA, Rozeane Albuquerque; NETO, Manoel Freire Oliveira; SILVA, Hilmaria Xavier. Universidade Aberta à Maturidade – UEPB: Oito anos de educação inclusiva e transformadora. EDUEPB, Campina Grande: 2017.

SAUSSURE, F. de. Curso de Lingüística Geral. 2º ed. São Paulo: Cultrix, 1995.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


A REIN - REVISTA EDUCAÇÃO INCLUSIVA ESTÉ INDEXADA EM:

LATINDEX

ACTUALIDAD IBEROAMERICANA