ORIENTAÇÃO PROFISSIONAL NA ESCOLA: LIMITES E POSSIBILIDADES PARA O PROCESSO DE INCLUSÃO DOS ALUNOS DE UMA ESCOLA PÚBLICA À UNIVERSIDADE E CONSEQUENTEMENTE AO MERCADO DE TRABALHO.

Valda Ozeane Camara Cassiano de Oliveira, Paula Almeida de Castro

Resumo


Esse trabalho resulta de uma pesquisa do mestrado que teve como objeto de estudo compreender a escolha profissional de jovens no ensino médio. Escolha esta, entendida nesse trabalho, como um momento decisivo para os alunos egressos do ensino básico, pois, essa escolha influenciará na construção da identidade profissional que buscam para o futuro. O estudo pautou-se no referencial teórico sobre a juventude, ensino médio e orientação profissional a partir dos conceitos de Dayrell (2009), Pais (1990), Carrano (2011), Carneiro (2012) e Sposito (2009), dentre outros. Utilizou a abordagem qualitativa para subsidiar um estudo de caso em uma escola pública estadual do estado da Paraíba, os sujeitos foram os 13 professores do Ensino Médio e 34 alunos de uma sala de aula. A pesquisa buscou, ainda, responder à questão “Até que ponto uma escola pública da Paraíba, através de seus professores, tem contribuído no processo de Escolha Profissional dos seus alunos?” Os resultados apontaram que a presença da escola, através dos seus docentes na escolha profissional do jovem estudante é essencial, visto a instituição ser um lócus privilegiado, no qual docentes e discentes podem desenvolver atividades em consonância com esta temática.


Texto completo:

PDF

Referências


ALVIM, Joselene Lopes. O papel da escola na orientação profissional: uma análise contemporânea da dimensão teórica e prática na cidade de Presidente Prudente-SP. 154 p. Dissertação de mestrado. Universidade Estadual Paulista – Faculdade de Ciências e Tecnologia de Presidente Prudente, São Paulo, 2011.

AMORIM, Maria Gorette; SANTOS, Maria Escolástica de Moura. O Caráter de classe da Reforma do Ensino Médio. REVISTA ELETRÔNICA ARMA DA CRÍTICA NÚMERO 7/DEZEMBRO 2016 ISSN 1984-4735 Disponível em: < http://www.armadacritica.ufc.br/phocadownload/7%20o%20carater%20de%20classe%20da%20reforma%20do%20ensino%20medio.pdf> Acesso dia 04 de fev de 2017.

BARBOSA, Márcia Silvana Silveira. O papel da escola: obstáculos e desafios para uma educação transformadora. Dissertação de mestrado. Porto Alegre. Ed. UFRS. 2004. 88-106 p.

BRASIL. Formação de professores do ensino médio, etapa I - caderno II :o jovem como sujeito do ensino médio / Ministério da Educação, Secretaria de Educação Básica; [autores :Paulo Carrano; Juarez Dayrell.]. – Curitiba : UFPR/Setor de Educação, 2013 69 p.

BRASIL. Lei nº 9394 de 20/12/1996. Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional, 1996.

CARNEIRO, Moaci Alves. O Nó do Ensino Médio. 3 ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2012, 285 p.

DAYRELL, Juarez; CARRANO, P. ; MAIA, C. L. ; Juventude e ensino médio: sujeitos e currículos em diálogo. Belo Horizonte: UFMG, 2014, 339 p.

DEMO. Pedro. Pesquisa: princípio científico educativo. 8ª ed. São Paulo: Cortez, 2001.

FERREIRA, Suzana da Silva; MACHADO, Tatiane Vanessa. O Ensino Médio no Brasil. Ensino de Sociologia em Debate. Revista eletrônica: LENPES-PIBID de Ciências Sociais- UEL. Jan-jun 2012. 21p.

GALINDO, Bruna Castelane. Disponível em: 2010..p. (1-8) .Acesso dia 25 de jan de 2017.

GIL, Antônio Carlos. Métodos e técnicas de pesquisa social. 5. ed. São Paulo: Atlas, 1999. 222p.

MENEZES, L. C. de. O novo público e a nova natureza do ensino médio. Estud. A.v., São Paulo, v. 15, n. 42, aug. 2001. Disponível em : < http://www.scielo.br/scielo.php?script=sciarttext&pid=S0103-40142001000200008&Ing=en&nrm=iso > Acesso em 13 de nov de 2016.

MOTTA, Paulo Tadeu Rabelo da. O aluno mudou e eu nem percebi:ensino técnico, mercado de trabalho e estudo de perfis. 1 ed – Curitiba: Appris, 2016. 115 p.

PAIS, J. M. A construção sociológica da juventude – alguns contributos. Análise Social, Vol. 25, No. 105-106, 1990, pp. 139-165.

RIBEIRO, Raimunda Maria da Cunha. A Pesquisa científica no campo da educação: pontos e passos. Teresina:EDUFPI, 2015. 128 p.

RODRIGUES, Paula Cristina Raposo. Multiculturalismo : a diversidade cultural na escola. Relatório de atividade profissional. Lisboa, 2013.

SIFUENTES, Monica. Direito Fundamental à Educação. Editora Nuria Fabris. Ed. 2º, 2009. pag.68.

SILVA, C.R;LOPES,R.E. Adolescência e Juventude: entre conceitos e políticas públicas. Cadernos de Terapia Ocupacional da UFScar, São Carlos, Jul-Dez 2009, v.17, n.2, p.87-106.

SPOSITO, Marília Pontes. Estudos sobre juventude em educação. Revista Brasileira de Educação, São Paulo, ANPED, mai/jun/ago /set/out/nov/dez 2006, nº 5 e 6 , p.37-52.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


A REIN - REVISTA EDUCAÇÃO INCLUSIVA ESTÉ INDEXADA EM:

LATINDEX

ACTUALIDAD IBEROAMERICANA

QUALIS PERIÓDICOS

DIADORIM