PESQUISA DE SANGUE OCULTO PELO MÉTODO DE MEYER

Fernanda Silva, Raquel Silva, Josimar Medeiros

Resumo


A pesquisa de sangue oculto nas fezes é útil na identificação de lesões do trato gastrintestinal que cursam sem sangramento clinicamente visível. As causas mais comuns para o sangramento que resulta na positividade do exame são úlceras (gástricas, duodenais e medicamentosas), neoplasias gástricas ou de cólon, diverticulite, colites, epistaxe, algumas parasitoses, entre outras. O objetivo deste trabalho é descrever as etapas básicas da realização do método de Meyer e verificar a positividade para sangue oculto nas fezes utilizando esta técnica em usuários atendidos pelo Laboratório de Análises Clínicas da Universidade Estadual da Paraíba. O presente trabalho foi realizado por meio de uma pesquisa transversal, de caráter quantitativo e experimental, realizada por meio de análises laboratoriais, envolvendo indivíduos de diversas faixas etárias e de ambos os sexos, que realizaram exames para pesquisa de sangue oculto nas fezes no período de Maio a Dezembro de 2013, no Laboratório de Análises Clínicas da UEPB. Foram realizados um total de 20 exames para pesquisa de sangue oculto nas fezes, dentre os quais 50% apresentaram laudo positivo. Do total de pacientes, 60% (n=12) correspondiam a idosos, entre os quais 58,34% apresentaram positividade para sangue oculto nas fezes. A maioria dos pacientes residia nos bairros Bodocongó e Pedregal. Estes resultados sugerem que pacientes desta faixa etária sejam mais periodicamente submetidos à pesquisa de sangue oculto nas fezes.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.