ATENÇÃO FARMACÊUTICA NO CONTEXTO DO TRATAMENTO DE TABAGISTAS: ESTUDO DE CASO

Bruna Moura Ribeiro Nunes Nunes, Genilza de Santana Santana, Túlio Chaves Mendes Chaves Mendes, Laize Silva do Nascimento Silva Nascimento, Lucas Rodrigues Medeiros Rodrigues Medeiros, Janielle Silva Marinho de Araújo Marinho, Pedro Allan Justino Fernandes Fernandes, Mirelly Barbosa Santos Santos, Maria da Guia Nunes Pereira Da Guia Pereira, Luana Silva Barbosa Barbosa, Mateus Raposo dos Santos Raposo Santos, Daniele Oliveira Damacena Damacena, Rhicelly Clementino Trajano Trajano, Yago William Lisboa Donato Vieira Vieira, Diego de Oliveira Lima Lima, Matheus Vinícius Nascimento Cabral Cabral, Maria do Socorro Rocha Melo Peixoto Peixoto, Heronides dos Santos Pereira Pereira, Clésia Oliveira Pachú Pachú

Resumo


Medicamentos são substâncias químicas que, quando em doses terapêuticas, atuam no organismo contribuindo para homeostase. Em contrapartida, sabe-se que a associação de dois ou mais fármacos pode acarretar alterações em seu mecanismo de atuação, conduzindo a riscos de toxicidade acompanhados de prejuízos à saúde por meio das interações medicamentosas. Objetiva-se estudar a atenção farmacêutica no contexto do tratamento de tabagistas. Na presente pesquisa foi realizado seguimento farmacoterapêutico de um paciente atendido em grupo de tratamento de tabagistas do município de Campina Grande, Paraíba. O tabagista em tratamento voluntário, sexo masculino, 52 anos, infartado, usuário dos medicamentos trimetazidina, bissulfato de clopidogrel, ácido acetilsalicílico, atorvastatina cálcica, oxalato de escitalopram, ramipril e succinato de metoprolol. Foi prescrito Bupropiona para tratamento do tabagismo.  No acompanhamento da evolução foi utilizado o método Dáder, participação em grupos de apoio para resolução dos Problemas Relacionados a Medicamentos (PRMs) e aprimoramento da prática de atenção farmacêutica. Observaram-se riscos à saúde decorrentes da interação entre fármacos, fazendo-se necessárias estratégias que proporcionem segurança à utilização dos mesmos. Foi suspensa bupropiona e realizada a abordagem cognitiva comportamental. No relato, o tabagista em tratamento recebeu orientações por meio da atenção farmacêutica fortalecendo e promovendo adesão ao tratamento sem utilização da medicação prescrita para tratamento de tabagistas. Conclui-se que a atenção farmacêutica tem potencial para se tornar indispensável no âmbito da saúde em virtude de promover saúde por realizar observação qualificada da atuação dos medicamentos no organismo do paciente e condução da melhor forma de tratamento. 


Palavras-chave


Medicamentos; Interações medicamentosas; Atenção Farmacêutica.

Texto completo:

PDF

Referências


ALMEIDA, F.B. et al., (2015). Atenção farmacêutica em análises da dispensação de antimicrobiano em farmácia. REBES (Pombal – PB, Brasil), v. 5, n. 4, p. 23-29. ISSN 2358-2391. Disponível em: < http://oaji.net/articles/2016/2628-1461607820.pdf >. Acesso em: 22 Ago. 2016.

AMBIEL, I.S.S; MASTROIANNI. (2013). P.C. Resultados da atenção farmacêutica no Brasil : uma revisão. Rev Ciênc Farm Básica Apl., p.469-474. Disponível em: < http://serv-bib.fcfar.unesp.br/seer/index.php/Cien_Farm/article/viewFile/2743/POR >. Acesso em: 22 Ago. 2016.

DINIZ, A.C.I et al., (2015). A importância da promoção do uso racional de medicamentos realizada pelo Projeto de Assistência Farmacêutica Estudantil. 8º Congresso de Extensão Universitária da UNESP. ISSN 2176-9761. Disponível em: < http://repositorio.unesp.br/handle/11449/142367 >. Acesso em: 22 Ago. 2016.

DUARTE, M.L.C et al., (2014). O grupo de tabagismo em um ambulatório de saúde mental no Rio Grande do Sul. Revista Contexto & Saúde, v.14, n. 27 jul/dez.

FERREIRA JR, C.L. et al., (2016). Análise das Interações Medicamentosas em Prescrições de uma Instituição de Longa Permanência em um Município de Minas Gerais. Boletim Informativo Geum, v. 7, n. 1. Disponível em: < http://revistas.ufpi.br/index.php/geum/article/view/4172/2918 >. Acesso em: 22 Ago. 2016.

GUIDONI, C.M. et al., (2011). Fontes de informações sobre interações medicamentosas : Há concordância entre elas? Revista da Universidade Vale do Rio Verde, Três Corações, v. 9, n. 2, p. 84-91. Disponível em: < http://periodicos.unincor.br/index.php/revistaunincor/article/view/238/pdf >. Acesso em: 22 Ago. 2016.

HAGGSTRÄM, F.M et al., (2001). Tratamento do tabagismo com bupropiona e reposição nicotínica. J Pneumol 27(5) – set-out. Disponível em: < http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-35862001000500005 >. Acesso em: 22 Ago. 2016.

ISSA, J.S et al., (2007). Efetividade da Bupropiona no Tratamento de Pacientes Tabagistas com Doença Cardiovascular. Arq Bras Cardiol. p.434-440. Disponível em: < http://www.scielo.br/pdf/abc/v88n4/12.pdf >. Acesso em: 22 Ago. 2016.

JACOMINI, Luiza Cristina Lacerda; SILVA, Nilzio Antonio da. (2011). Interações medicamentosas : uma contribuição para o uso racional de imunossupressores sintéticos e biológicos. Rev. Bras. Reumatol, São Paulo, v. 51, n. 2, p. 168-174. Disponível em: < http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0482-50042011000200006 >. Acesso em: 22 Ago. 2016.

PIVATTO JÚNIOR, F. et al., (2009). Potenciais interações medicamentosas em prescrições de um hospital-escola de Porto Alegre. Revista da AMRIGS, Porto Alegre, p.251-256. Disponível em: < http://www.saudedireta.com.br/docsupload/133988030512-420_potenciais-interaes.pdf >. Acesso em: 22 Ago. 2016.

SANTOS, T.M.M et al., (2016). Sofrimento psicológico relacionado à cessação do tabagismo em pacientes com infarto agudo do miocárdio. J Bras Pneumol. 42(1), p.61-67.

SECOLI, S.R. (2001). Interações medicamentosas: fundamentos para a prática clínica da enfermagem. Rev Esc Enf USP, v.35, n. 1, p. 28-34. Disponível em: < https://www.saudedireta.com.br/docsupload/1284825419v35n1a04.pdf >. Acesso em: 22 Ago. 2016.

VARALLO, F.R. et al., (2013). Potenciais interações medicamentosas responsáveis por internações hospitalares. Revista de Ciências Farmacêuticas Básica e Aplicada, p.79-85. Disponível em: < http://serv-bib.fcfar.unesp.br/seer/index.php/Cien_Farm/article/view/2389/1366 >. Acesso em: 22 Ago. 2016.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.