AVALIAÇÃO DA FUNÇÃO RENAL EM PACIENTES PORTADORES DE DOENÇAS CRÔNICAS NÃO TRANSMISSÍVEIS

Maria do Socorro Ramos de Queiroz, Thyago Vinicius Figueiredo de Andrade, Diego de Sousa Barros, Harley da Silva Alves, Renata Oliveira Nobrega da Silva, Isabela Motta Felício, Sabrina Alves Garcia, Edvaldo Balbino Alves Junior, Débora Santos Dantas

Resumo


A Doença Renal Crônica (DRC) consiste na lesão, perda progressiva e irreversível da função dos rins. A nefropatia é a principal causa de Insuficiência Renal Terminal (IRT) em países desenvolvidos e em desenvolvimento, representando, dessa forma, um custo elevado para o sistema de saúde, é dividida em estágios evolutivos de acordo com os valores de Excreção Urinária de Albumina (EUA) e de função renal. Este trabalho teve como objetivo avaliar a função renal em portadores de Diabetes Mellitus (DM) e/ou Hipertensão Arterial Sistêmica (HAS) através da microalbuminúria. Tratou-se de um estudo do tipo transversal, documental, descritiva e analítica realizado no período de dezembro de 2011 a abril de 2012 no Serviço Municipal de Saúde, Campina Grande – PB, cujos dados foram tratados através de programas estatísticos: SPSS 16.0 e Epi.Info 3.5.1. A amostra foi composta por 46 pessoas, sendo a maioria mulheres (n=33). Com relação à presença de microalbuminúria, 67% foi registrado no gênero feminino, a faixa etária prevalente correspondeu a 60-69 e 70-79 anos. Dentre os Fatores de Risco (FR) para Nefropatia Diabética (ND), o mais frequente foi a dislipidemia (78%) apresentando principalmente os tipos 2 e 4 (50%) nos pacientes microalbuminúricos. Diante do exposto, verificou-se quão é importante a detecção precoce da lesão renal, através da microalbuminúria, evitando uma progressão para a Insuficiência Renal Crônica (IRC), importante problema de saúde pública que acomete milhões de pessoas no Brasil e no mundo.

 


Palavras-chave


Doença Renal Crônica; Nefropatia; Microalbuminúria.

Texto completo:

PDF

Referências


BAHIA, L.; GOMES, M. B.; CRUZ, P. M.; GONCALVES, M. F. Coronary artery disease, microalbuminuria and lipid profile in patients with non-insulin dependent diabetes mellitus. Arq Bras Cardiol. v.73, n.1, p. 17-22, 1999.

BRASIL, Ministério da Saúde. A vigilância, o controle e a prevenção das Doenças Crônicas Não Transmissíveis. Brasília: MS, 2005. 80p.

BRASIL, Ministério da Saúde. Prevenção clínica de doenças cardiovasculares, cerebrovasculares e renais. Brasília: MS, 2006. 56p.

MURUSSI, M.; BAGLIO, P.; GROSS, J. L.; SILVEIRO, S. P. Risk factors for microalbuminuria and macroalbuminuria in type 2 diabetic patients. Diabetes Care. n. 25, p.1101-1103, 2002.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.