External Control over Fluoridation of the Public Water Supply in São Luís, MA, Brazil

Suyene de Oliveira Paredes, Fábio Correia Sampaio, Franklin Delano Soares Forte

Abstract


Objective: To to monitor fluoride concentrations in the public water supply of São Luís, Maranhão, Brazil, from February 2008 to January 2009. Material and Methods: Forty sampling points representing 39 neighborhoods of São Luís were conveniently selected. The points were selected based on the sites where the public water supply is provided by the local water supply company and also considering the proximity of elevated water reservoir tanks. The analysis of the fluoride concentration was performed in triplicate using an ion-specific electrode for fluoride connected to a previously calibrated potentiometer. After analysis, the samples were considered adequate when the fluoride concentration was within recommended limits from 0.60 up to 0.80 ppm F (criterion I) or within the stipulated range from 0.55 ppm up to 0.84 ppm F (criterion II). Results: The results showed a large variation between minimum and maximum concentrations. Considering all samples, the average values (± SD) for the municipality was 0.58 ppm F (± 0.24) and median value was 0.61 ppm F, with minimum and maximum value of 0.02 and 1.33 ppm F, respectively. Of the 480 samples, 62.9% was considered inadequate by criterion I, while using criterion II, the percentage was 48.3%. Conclusion: The fluoridation program in São Luís-MA needs improvement. Therefore, surveillance based on external control and operational control becomes essential to ensure that the method is efficient and effective.

Full Text:

PDF

References


Cury JA, Tenuta LMA, Ribeiro CCC, Lemes AFP. The importance of fluoride dentifrices to the current dental caries prevalence in Brazil. Braz Dent J 2004; 15(3):167-74.

Szöke J, Peterson PG. Evidence for dental caries decline among children in an East European Country (Hungary). Community Dent Oral Epidemiol 2000; 28:15560.

Cangussu MCT, Narvai PC, Fernandez RC, Djehizian V. A fluorose dentária no Brasil: uma revisão crítica. Cad Saúde Pública 2002; 18(1): 7-15.

Ramires I, Olympio KPK, Maria AG, Pessan JP, Cardoso VES, Lodi CS, et al. Fluoridation of the water supply and prevalence of dental fluorosis in a peripheral district of the municipality of Bauru SP. J. Appl Oral Sci 2006; 14(2):136-41.

Hellwig E, Lennon ÁM. Systemic versus Topical Fluoride. Caries Res 2004; 38:258-62.

CDC, Center for Disease Control and Prevention.Achievements in Public Health, 1900-1999. Fluoridation of drinking water to prevent dental caries. MMWR. Morbidity and Mortality Weekly Report. 1999; 48(41):933-56.

Frias AC, Narvai PC, Araújo ME de, Zilbovicius C, Antunes JLF. Custo da Fluoretação das águas de abastecimento público, estudo de caso - Município de São Paulo, Brasil, período de 1985-2003. Cad Saúde Pública 2006; 22(6):1237-46.

Brasil. Lei federal n. 6050, de 24 de maio de 1974. Dispõe sobre a fluoretação da água em sistemas de abastecimento quando existir estação de tratamento. Legislação Federal, Brasília, 1974.

Brasil. Decreto Federal n. 76.872 de 22 de dezembro de 1975. Regulamenta a Lei n. 6050, de 24 de maio de 1974, que dispõe sobre a fluoretação da água em sistemas públicos de abastecimento. Legislação Federal, Brasília, 1975.

Jones CM, Worthington H. Water fluoridation, poverty and tooth decay in 12-year-old children. J Dent 2000; 28(6): 389-93.

Narvai PC. Vigilância sanitária da fluoretação das águas de abastecimento público no município de São Paulo, Brasil, no período 1990-1999 [Tese de Livre-Docência]. São Paulo: Faculdade de Saúde Pública, Universidade de São Paulo; 2001. 148p.

Brasil. Portaria n. 518 de 25 de março de 2004. Estabelece os procedimentos e responsabilidades relativos ao controle e vigilância da qualidade da água para consumo humano e seu padrão de potabilidade e dá outras providências. Brasília, 2004.

Brasil. Portaria n. 635 de 26 de dezembro de 1975. Aprova normas e padrões sobre a fluoretação da água dos sistemas públicos de abastecimento, destinada ao consumo humano. Brasília, 1975.

Centro Colaborador do Ministério da Saúde em Vigilância da Saúde Bucal. Consenso técnico sobre classificação de águas de abastecimento público segundo o teor de flúor. São Paulo: Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo; 2011.

Brasil. Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Departamento de População e Indicadores Sociais. Pesquisa Nacional de Saneamento Básico 2000. Rio de Janeiro, 2002.

Panizzi M, Peres MA. Dez anos de heterocontrole da fluoretação de águas em Chapecó, Estado de Santa Catarina, Brasil. Cad Saúde Pública 2008; 24(9):2021-31.

Maia LC, Cury JA, Valença, AMG. Controle Operacional da fluoretação da água de Niterói, Rio de Janeiro, Brasil. Cad Saúde Pública 2003; 19(1):61-7.

Lima FG, Lund RG, Justino LM, Demarco FF, Del Pino FAB, Ferreira R. Vinte e quatros meses de heterocontrole da fluoretação das águas de abastecimento público de Pelotas, Rio Grande do Sul, Brasil. Cad Saúde Pública 2004; 20(2):422-9.

Carmo CDS, Alves CMC, Cavalcante PR, Ribeiro CCC. Avaliação da fluoretação da água do sistema de abastecimento público na Ilha de São Luís, Maranhão, Brasil. Ciênc Saúde Coletiva 2010; 15(1):1835-40.

Moura MS, Silva JS, Simplício AHM, Cury JA. Avaliação Longitudinal da fluoretação da água de abastecimento público de Teresina-Piauí. Rev Odonto Ciênc 2005; 20(48):132-6.

Silva JS, Val CM do, Costa JN, Moura MS de, Silva TAE, Sampaio FC. Heterocontrole da fluoretação das águas em três cidades no Piauí, Brasil. Cad Saúde Pública 2007; 23(5):1083-8.

Toassi RFC, Kuhnen M, Cislaghi GA, Bernardo JR. Heterocontrole da fluoretação da água de abastecimento público de Lages, Santa Catarina, Brasil. Ciênc Saúde Coletiva 2007; 12(3):727-32.

Catani D, Amaral RC, Oliveira C, Sousa MLR, Cury JA. Dez anos de acompanhamento do heterocontrole da fluoretação da água feita por municípios brasileiros, Brasil, 1996-2006. RGO 2008; 56(2):151-5.

Bellé BLL, Lacerda VR, De Carli AD, Azfalon EJ, Pereira PZ. Análise da fluoretação da água de abastecimento público da zona urbana do município de Campo Grande (MS). Ciênc. Saúde Coletiva. 2009; 14(4):1261-6.

Schneider Filho DA, Prado IT, Narvai PC, Barbosa SR. Fluoretação da água. Como fazer a vigilância sanitária? Cad de Saúde Bucal, Rede Cedros 1992; 2:1-28.




PBOCI IS A MEMBER OF CROSSREF AND ALL THE CONTENT OF ITS JOURNALS ARE LINKED BY DOIS THROUGH CROSSREF.