Dental Visit in the Healthcare Program for Kids: Strategies and Challenges in the View of Oral Health Teams in Basic Health Units of Porto Alegre, Brazil

Anna Schwendler, Gabriela Fabian Nespolo, Daniel Demétrio Faustino Silva, Cristianne Famer Rocha

Abstract


Objective: To analyze the perceptions and strategies influencing the achievement of dental visit targets in the Healthcare Program for Kids in the view of the oral health team in basic health units in Porto Alegre, Brazil. Material and Methods: Qualitative study of the descriptive-exploratory type with two focus groups at 12 Health Units in Porto Alegre, RS, with participation of 17 members of oral health teams from different units. Results: The collected data suggest the use of strategies to meet the goals of the Oral Health Program, such as an open schedule, education and health groups, days on which families attend the health unit because of the Bolsa Família Program, vaccination campaign days and home visits. The data also suggest, in order to meet the goals, working jointly with the multiprofessional team and formation of ties, allowing for a greater interaction with patients at the Health Unit, in addition to listening to the life stories of the population and the community. A better understanding of the proposal by health teams for the actions to be carried out horizontally and the greater difficulty in having children at the appointments on days when their mothers work turned out to be challenges. Conclusion: The use of these strategies tends to help and influence the maintenance and implementation of public policies oriented to dental care at an early age and reorient health practices so as to contribute to the strengthening of collectivities.


Keywords


Children’s Health; Oral Health; Access to Health Services.

Full Text:

PDF

References


Moyses SJ, Moyses ST, Krempel MC. Avaliando o processo de construção de políticas públicas de promoção de saúde: a experiência de Curitiba. Ciência & Saúde Coletiva 2014; 9(1):627-41.

Misra S, Tahmassebi JF, Brosnan M. Early childhood caries - a review. Dent Update 2007; 34(9):556-8, 561-2, 564.

Ministério da Saúde, Secretaria de Atenção à Saúde, Departamento de Atenção Básica, Saúde Bucal. Caderno de Atenção Básica n. 17. (Série A. Normas e Manuais Técnicos), Brasília: Ministério da Saúde, 2008.

Ferreira SSR, Takeda SMP, Lenz ML, Flores R. As ações programáticas em serviços de atenção primária à saúde. Rev Bras Saúde Família 2009; 23(1):48-55.

Ministério da Saúde, Grupo Hospitalar Conceição, Gerência de Saúde Comunitária, Apoio Técnico em Monitoramento e Avaliação. Atenção à Saúde da Criança de 0 a 12 anos. Porto Alegre: Hospital Nossa Senhora da Conceição S.A., 2014.

Bardin L. Análise de conteúdo. Lisboa: Edições 70; 2009.

Oliveira PMC. Indicadores de Saúde Bucal da Atenção Básica no estado do Ceará: uma análise crítica. 2009. Dissertação (Master in Dentistry) - Universidade Federal do Ceará, Fortaleza; 2009.

Pereira MG. Epidemiologia: teoria e prática. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan; 1995.

Pereira CRS, Patricio AAR, Araujo FAC, Lucena EES, Lima KC, Roncalli AG. Impacto da estratégia Saúde da Família com equipe de saúde bucal sobre a utilização de serviços odontológicos. Cad Saúde Pública 2009; 25(5):985-96.

Stocco G, Baldani MH. O controle das consultas odontológicas dos bebês por meio da carteira de vacina: avaliação de um programa-piloto desenvolvido na Estratégia Saúde da Família em Ponta Grossa (PR, Brasil). Ciência & Saúde Coletiva 2011; 16(4):2311-21.

Santos LM, Ros MA, Crepaldi MA, Ramos LR. Grupos de promoção à saúde no desenvolvimento da autonomia, condições de vida e saúde. Rev Saúde Pública 2006; 40(2):346-52.

Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS). Secretaria Nacional de Renda de Cidadania (Senarc). Bolsa Família. Brasília, DF. [Access on 28 July 2015]. Available at: .

Sakata KN, Almeida MCP, Alvarenga AM, Craco PF, Pereira MJB. Concepções da equipe de saúde da família sobre as visitas domiciliares. Rev Bras Enferm 2007; 6(1):659-64.

Araujo MBS, Rocha PM. Trabalho em equipe: um desafio para a consolidação da estratégia de saúde da família. Ciência & Saúde Coletiva 2007; 12(2):455-64.

Cardoso CG, Hennington EA. Trabalho em equipe e reuniões multiprofissionais de saúde: uma construção à espera pelos sujeitos da mudança. Trabalho, Educação e Saúde 2011; 9(1):85-112.

Franco Júnior AJ, Conrado MOM, Andrade DE, Mioto DE. A importância do vínculo entre equipe e usuário para o profissional da saúde. Investigação 2008; 8(1):11-8.

Reis DM, Pitta DR, Ferreira HMB, Jesus MCP, Moraes MEL, Soares MG. Educação em saúde como estratégia de promoção de saúde bucal em gestantes. Ciência & Saúde Coletiva 2010; 15(1):269-76.




PBOCI IS A MEMBER OF CROSSREF AND ALL THE CONTENT OF ITS JOURNALS ARE LINKED BY DOIS THROUGH CROSSREF.