DESENVOLVIMENTO SOCIAL E ECONÔMICO: CRESCIMENTO POPULACIONAL E CAPITAL SOCIAL NO MUNICÍPIO DE CARAGUATATUBA/SP

Moacir José dos SANTOS, Edson Trajano Vieira, Divina de Fátima dos SANTOS

Resumo


O município de Caraguatatuba passou por um forte processo de urbanização, acompanhado de acentuado crescimento demográfico nas últimas décadas. O objetivo do artigo foi demonstrar como o rápido crescimento populacional no munícipio, derivado de uma forte migração nas últimas décadas, dificultou a formação das condições necessárias à constituição de capital social. O método consistiu na comparação entre dados secundários e os resultados produzidos mediante a aplicação de questionário para a caracterização do capital social da população de Caraguatatuba. Os resultados indicam que rápida expansão da população e o perfil das atividades econômicas presentes em Caraguatatuba produziu barreiras para a constituição do capital social. Conclui-se que as barreiras para o aumento da participação coletiva na elaboração das políticas públicas em razão da escassa confiança nas instituições e na efetividade da atuação coletiva, em relação ao poder público, decorrem das condições recentes da urbanização e expansão populacional.

                                                                                                                       


Palavras-chave


Desenvolvimento social e econômico, crescimento populacional, capital social.

Texto completo:

PDF

Referências


BARROS, J.X. Urban growth in Latin American Cities. Exploring urban dynamics though agent-based simulation. University of London, 2004. Disponível em: Acesso em: 27 mar. 2015.

BOURDIEU, P. Le capital social. Actes de la recherche en sciences sociales. Vol. 31, janvier 1980. p. 2-3.

CAMPOS, J. F. de. Santo Antônio de Caraguatatuba: memórias e tradições de um povo. Caraguatatuba: Fundacc, 2000.

DURSTON, J. Construyendo capital social comunitário. In: Revista de La Cepal, n. 69, dez. 1999.

FUKUYAMA, F. Social capital, civil society and development. Third World Quarterly, vol 22, n. 1, p. 7-20, 2001.

GROOTAERT, C. et al. Questionário Integrado para Medir Capital Social (QI-MCS) (Integrated Questionnaire for the Measurement of Social Capital) (SC-IQ). Grupo Temático sobre Capital Social. Banco Mundial 23 de junho de 2003. Disponível em: . Acesso em: 13 jun. 2015.

HIGGINS, S. S. Fundamentos teóricos do capital social. Chapecó: Argos, 2005.

IBGE, Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Conceitos e Definições. https://ww2.ibge.gov.br/home/estatistica/indicadores/trabalhoerendimento/pnad_continua/primeiros_resultados/analise01.shtm, acesso fevereiro de 2018.

MARIANI, Daniel, et. al. Um histórico visual da queda do preço do petróleo. Nexo Jornal, publicado em 18/01/2016.

MINISTÉRIO DO TRABALHO EM EMPREGO. Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED). http://bi.mte.gov.br/bgcaged/caged_perfil_municipio/loading.php Acessado em março de 2018.

OSTROM. E. Collective Action and the Evolution of Social Norms. The Journal of Economic Perspectives, vol. 14, n. 3, summer, 2000, p. 137-158. Disponível em: Acesso em: 13 jun. 2011.

RATTNER, H. Prioridade: construir o capital social. Disponível em: . Acesso em: 4 jan. 2015.

SABOURIN, E. Manejo dos recursos comuns e reciprocidade: os aportes de Elinor Ostrom ao debate. Sustentabilidade em Debate. 2010. Disponível em: . Acesso em: 4 jan. 2011.

SANTOS, E. L. et al. Desenvolvimento: Um conceito multidimensional. Revista Eletrônica do Programa de Mestrado em Desenvolvimento Regional da Universidade do Contestado. Ano 2, n.1, Julho/2012.

SEADE - Fundação Sistema Estadual de Análise de Dados - PIB municipais - www.seade.gov.br acessado em abril de 2018.

SOUZA, S. C. Elites Políticas em Caraguatatuba (1970-2000). I Seminário nacional de Sociologia e Política. UFPR, 2009. Disponível em: http://www.humanas.ufpr.br/site/evento/SociologiaPolitica/GTsONLINE/GT2/EixoIV/elitespoliticas-SamuelSouza.pdf. Acesso em: ago.2011.

PANIZZA, A. C. Imagens Orbitais, cartas e coremas: uma proposta metodológica para o estudo da organização e dinâmica espacial,aplicação ao município de Ubatuba,Litoral Norte, Estado de São Paulo. Universidade de São Paulo. Brasil, 2004.299p Disponível em: Acesso em: 25 maio.2015.

PUTNAM, R. Comunidade e democracia: a experiência da Itália moderna. Rio de Janeiro: FGV, 1996.

UPHOFF, Norman. Understanding social capital: learning from the analysis and experience of participation. In: DASGUPTA, P.; SERAGELDIN, I. Social Capital. A multifaceted perspective. Washington: The International Bank for Reconstruction and Development; The World Bank, 2000. p. 215-253.




DOI: http://dx.doi.org/10.18391/req.v20i1.4856

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Qualitas Revista Eletrônica

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.

Qualitas Revista Eletrônica

Campina Grande - PB

ISSN - 1677-4280

Digital Object Identifier (DOI): 10.18391