v. 8, n. 3 (2016)

DOI: http://dx.doi.org/10.20887/rdtv.ccj.2016v8i3


Capa da revista
Imagem da capa: Ilustração apresentada pelos autores Carlos Ferreira e Rodrigo Rosa, no trabalho intitulado “Os Sertões : A luta de Euclides da Cunha”, a partir de uma adaptação da obra “Os Sertões”, de Euclides da Cunha, com publicação em São Paulo/SP, por meio da Editora Desiderata (Grandes Clássicos em Graphic Novel). Em síntese, a imagem representa a Guerra de Canudos, que foi um confronto entre o Exército Brasileiro e um movimento popular de cunho sócio-religioso, liderado por Antônio Conselheiro, que durou de 1896 à 1897, na então comunidade de Canudos, no interior do estado da Bahia, no Nordeste brasileiro. Na época, a região era caracterizada por latifúndios improdutivos, secas cíclicas e desemprego prolongado, passando assim por uma grave crise econômica e social. Desse modo, milhares de sertanejos partiram para Canudos, comunidade liderada por Antônio Conselheiro. O conflito de Canudos mobilizou aproximadamente doze mil soldados oriundos de 17 estados brasileiros. Em 1897, os militantes incendiaram o arraial, matando grande parte da população, estimando-se que morreram aproximadamente vinte e cinco mil pessoas, com destruição total da povoação.
Links:
https://papodehomem.com.br/os-sertoes-de-euclides-da-cunha-explica-o-brasil/
http://blogdosquadrinhos.blog.uol.com.br/arch2010-12-01_2010-12-31.html
https://pt.wikipedia.org/wiki/Guerra_de_Canudos