Os sentidos narrativos sobre o isolamento social frente à pandemia do COVID-19

Autores

Palavras-chave:

Covid-19; Isolamento social; Sentido narrativo; Fenomenologia-existencial.

Resumo

O surto que surgiu na China, no final de 2019, logo resultou na pandemia do Covid-19 devido à alta taxa de transmissibilidade e compeliu todos os países do mundo a tomarem medidas preventivas que minimizas- sem a proliferação da doença e retardassem a sobrecarga nos sistemas de saúde. Assim, o isolamento social se mostrou como a medida mais eficiente enquanto as pesquisas em busca da vacina seguiam em andamento. Com a grande dificuldade das pessoas em se manterem isoladas, a taxa de infecta- dos continuou a crescer diariamente, por um lado, porque muitos ainda pre- cisavam se deslocar para o trabalho; por outro, solidão, vazio, medo da morte e angústia decorrentes do rompimento temporário das relações chamavam o homem para uma mudança de postura existencial que precisava ser assumida somente por ele. Diante disso, foi utilizado o método fenomenológico de investigação em psicologia, baseado nos pressupostos fenomenológicos de Husserl, para a investigação do sentido da experiência humana. Com isso, a amostra de dados contou com três participantes, e as constituintes essen- ciais em comum encontradas foram mudanças, medo do contágio, relações sociais, implicações e resiliência. À vista disso, foi possível compreender, a partir da produção narrativa a qual considera a linguagem/linguística um campo de sentido para transformações substanciais na vida cotidiana, ao longo do curso pandêmico, isto é, na rotina, trabalho, estudos, hábitos, re- lação com o outro e, sobretudo, consigo mesmo. Evidenciaram-se, por fim, sentimentos adversos como tristeza, angústia, medo, ansiedade, receio e pavor, mas mesmo diante de um período tão difícil, ainda foi possível encontrar vias para desenvolver recursos internos suficientes para superar as situações.

Biografia do Autor

Fabiane Gonçalves, Faculdade de Ciências Humanas de Olinda (FACHO)

Professora Mestra em Psicologia Cognitiva pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE).

E-mail:fabianemsg@facho.br

Jakelyne Ribeiro de Souza Raposo, Faculdade de Ciências Humanas de Olinda (FACHO)

Graduanda do Curso de Bacharelado em Psicologia na Faculdade de Ciências Humanas de Olinda (FACHO).

E-mail:jakelyneribeiro9@gmail.com

Taccia Thaís de Santana, Faculdade de Ciências Humanas de Olinda (FACHO)

Graduanda do Curso de Bacharelado em Psicologia na Faculdade de Ciências Humanas de Olinda (FACHO).

Referências

ALEPE LEGIS. Legislação do Estado de Pernambuco. Decreto no 48.809, de 14 de março de 2020. Regulamenta, no Estado de Pernambuco, medidas temporárias para enfrentamento da emergência de saúde pública de impor- tância internacional decorrente do coronavírus, conforme previsto na Lei Federal no 13.979, de 6 de fevereiro de 2020a. Diário Oficial do Estado de Pernambuco: página 1: coluna 1: Poder Executivo, PE, 15 mar. 2020. Dispo- nível em: https://legis.alepe.pe.gov.br/texto.aspx?id=49417&tipo=TEXTO- ORIGINAL.Acesso em: 13 jun. 2020.

ALEPE LEGIS. Legislação do Estado de Pernambuco. Decreto no 49.017, de 11 de maio de 2020. Dispõe sobre intensificação de medidas restritivas, de caráter excepcional e temporário, voltadas à contenção da curva de disse- minação da Covid-19. Diário Oficial do Estado de Pernambuco: página 2: coluna 1: Poder Executivo, PE, 12 maio 2020b. Disponível em: https://legis. alepe.pe.gov.br/texto.aspx?id=50444&tipo=TEXTOORIGINAL. Acesso em: 13 jun. 2020.

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção Especializada à Saúde. Protocolo de manejo clínico da Covid-19 na Atenção Especializada. Brasília, DF: Ministério da Saúde, 2020. Disponível em: https://portalarquivos.saude.gov.br/images/pdf/2020/April/14/Protocolo-de-Manejo-Cl--nico-para- -o-Covid-19.pdf. Acesso em: 11 maio 2020.

BRANDÃO, Vinicius. O papel do Estado como garantidor de emprego e renda durante a pandemia do novo Coronavírus. Boletim Finde: Covid 19 e os desafios do desenvolvimento, Niterói, n. 1, p. 50-54, maio 2020. Disponível em: https://www.researchgate.net/profile/Carmem_Feijo2/publication/341255524_Relatorio_Finde_01_maio_2020_4/links/5eb5b8d34585152169c0f160/Relatorio-Finde-01-maio-2020-4.pdf#page=52. Acesso em: 12 jun. 2020.

CASTRO, Thiago Gomes; GOMES, William Barbosa. Movimento Fenomenológico: Controvérsias e Perspectivas na Pesquisa Psicológica. Psicologia: teoria e pesquisa, Brasília, v. 27, n. 2, p. 233-240, abr./ jun. 2011. DOI: http://dx.doi.org/10.1590/S0102-37722011000200014. Disponível em: https://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0102 37722011000200014&script=sci_arttext&tlng=pt. Acesso em: 29 jun. 2020.

DENZIN, Norman. The research act: a theoretical introduction to sociologi- cal methods. 2. ed. New York: Mc Graw-Hill, 1978.

GARCIA, Leila Posenato; DUARTE, Elisete. Intervenções não farmacológicas para o enfrentamento à epidemia da COVID-19 no Brasil. Epidemiologia e Serviços de Saúde, Brasília, v. 29, n. 2, 9 abr. 2020. DOI: https://doi.org/10.5123/ S1679-49742020000200009. Disponível em: https://www.scielosp.org/ article/ress/2020.v29n2/e2020222/pt/. Acesso em: 9 maio 2020.

GENDLIN, Eugene. Experiencial Phenomenology. In: Maurice A. Natalson (org.), Phenomenology and the social sciences. Evanston: Northwestern University Press, 1973. p. 281-321.

GIL, Antônio Carlos. Como elaborar projetos de pesquisa. 6. ed. São Paulo: Atlas, 2008.

GIORGI, Amedeo; SOUZA, Daniel. Método fenomenológico de investigação em psicologia. Lisboa: Fim de Século, 2010.

GONÇALVES, Fabiane Mônica da Silva. A construção narrativa da relação Eu-corpo em pacientes acometidos com queimaduras de 2° e 3° graus. Dissertação (Mestrado em Psicologia) - CFCH, Universidade Federal de Per- nambuco, Recife, 2013.

GOVERNO DO ESTADO DE SP. Primeira vacinada do país, enfermeira Mônica Calazans ajuda a salvar vidas em SP. São Paulo, 2021. Disponível em: https://www.saopaulo.sp.gov.br/noticias-coronavirus/primeira-va-cinada-do-pais-enfermeira-monica-calazans-ajuda-a-salvar-vidas-em-sp/. Acesso em: 10 fev. 2021.

HEIDEGGER, Martin. Ser e Tempo. Trad. F. Castilho. Petrópolis: Vozes, 2012.

HOPKINS, John. Coronavirus Research Center. John Hopkins University of Medicine, 2020. Disponível em: https://coronavirus.jhu.edu/map.html. Acesso em: 26 maio 2020.

HUSSERL, Edmund. Os Pensadores. HUSSERL - Vida e Obra. São Paulo: Nova Cultural Ltda, 2000.

HUSSERL, Edmund. A ideia da fenomenologia. Trad. A. Morão. Martinus Nijhoff: Edição 70, 1973.

KIERKEGAARD, Soren. Temor e Tremor. Trad. Maria José Marinho. São Paulo: Abril Cultural, 1979. (Coleção Os Pensadores)

KIERKEGAARD, Soren. Ponto de vista explicativo de minha obra como escritor. Porto: Edições 70, 1986.

MACEDO, Yuri Miguel; ORNELLAS, Joaquim. Lemos.; BOMFIM, Helder. Freitas. DO. COVID-19 NO BRASIL: o que se espera para população subal- ternizada?. Revista Encantar, v. 2, p. 01-10, 1 jan. 2020. DOI: http://dx.doi. org/10.5935/encantar.v2.0001. Disponível em: http://www.revistas.uneb. br/index.php/encantar/article/view/8189. Acesso em: 12 jun. 2020.

MAY, Rollo. O homem à procura de si mesmo. 18. ed. Petrópolis: Vozes, 1991.

MERLEAU-PONTY, Maurice. Phénoménologie de la perception. Paris: Gallimard, 1945.

MERLEAU-PONTY, Maurice. La fenomenologia y las ciencias dei hombre. Buenos Aires: Editorial Nova, 1964.

MORAES, Rodrigo Fracalossi de. Covid-19 e medidas legais de distanciamento social: isolamento social, descentralização e análise do período de 11 a 24 de maio de 2020 (boletim 4). Instituto de Pesquisa e Economia Aplicada. Brasília, maio de 2020 (Nota técnica, n. 20) Disponível em: ht- tps://www.ipea.gov.br/portal/index.php?option=com_content&view=arti- cle&id=35624. Acesso em: 12 de jun. 2020.

NIETZSCHE, Friedrich. Vontade de potência. Rio de Janeiro: Vozes, 2011.

PENHA, João da. O que é existencialismo. São Paulo: Brasiliense, 2001.

PREFEITURA MUNICIPAL DE OLINDA. Primeira pessoa é vacinada con- tra Covid-19 em Olinda. Pernambuco, 2021. Disponível em: https://www. olinda.pe.gov.br/primeira-pessoa-e-vacinada-contra-covid-19-em-olinda/. Acesso em: 10 fev. 2021.

RANIERI, Leandro Penna; BARREIRA, Cristiano Roque. A Entrevista Fenomenológica. Universidade de São Paulo: FAPESP, 2012.

SALDIVA, Paulo. Baixa adesão ao isolamento é resultado de vulnerabilidades sociais. Jornal da USP, maio 2020. Disponível em: https://jornal.usp. br/radio-usp/baixa-adesao-ao-isolamento-e-resultado-de-vulnerabilida- des-sociais/. Acesso em: 26 maio 2020.

SECRETARIA ESTADUAL DE SAÚDE. Boletim epidemiológico Covid-19 12/03: Pernambuco confirma 2 casos importados de Covid-19. Pernambuco: Secretaria Estadual de Saúde, 2020. Disponível em: https://drive.google.com/file/d/1Q05y4zyE1eYgbn5ScCk4CPZ_D5i5qbX2/view. Acesso em: 12 jun. 2020.

SECRETARIA ESTADUAL DE SAÚDE. Técnica de Enfermagem do HUOC é a primeira vacinada em PE. Pernambuco, 2021. Disponível em: http:// portal.saude.pe.gov.br/noticias/secretaria/tecnica-de-enfermagem-do-huo-c-e-primeira-vacinada-em-pe. Acesso em: 10 fev. 2021.

SILVA, Edna Lúcia; MENEZES, Estera Muszkat. Metodologia da Pesquisa e Elaboração de Dissertação. 4. ed. Florianópolis: UFSC, 2005.

XIE, Mingxuan; CHEN, Qiong. Insight into 2019 novel coronavirus— an updated intrim review and lessons from SARS-CoV and MERS-CoV. International Journal of Infectious Diseases, v. 94, p. 119-124, may. 2020.

DOI: https://doi.org/10.1016/j.ijid.2020.03.071. Disponível em: https:// www.sciencedirect.com/science/article/pii/S1201971220302046#abs0005. Acesso em: 26 maio 2020.

WHO. World Health Organization. Coronavirus disease 2019 (COVID-19) – Situation Report 56. Geneve: WHO. 2020a. Disponível em: https://www. who.int/docs/default-source/coronaviruse/situation-reports/20200311-si- trep-51-covid-19. Acesso em: 11 jun. 2020.

WHO. World Health Organization. Director-General’s opening remarks at the media briefing on COVID-19 - 10 June 2020. Geneve: WHO. 2020b. Dis- ponível em: https://www.who.int/dg/speeches/detail/who-director-gene- ral-s-opening-remarks-at-the-media-briefing-on-covid-19---10-june-2020. Acesso em: 11 jun. 2020.

Downloads

Publicado

15.10.2022

Como Citar

Gonçalves, F., Ribeiro de Souza Raposo, J., & Thaís de Santana, T. (2022). Os sentidos narrativos sobre o isolamento social frente à pandemia do COVID-19. DISCURSIVIDADES, 11(2), e1122210. Recuperado de https://revista.uepb.edu.br/REDISC/article/view/1032