Discursividades no material didático de ensino de língua materna sobre metodologias ativas

Autores

  • Silvelena Cosmo Dias Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, Campus de Três Lagoas (UFMS/CPTL) https://orcid.org/0000-0002-6569-992X
  • Elizabeth Amorim Coelho Universidade Federal do Mato grosso do Sul

Palavras-chave:

Relações de poder-saber. Processo de ensino e aprendizagem. Discurso.

Resumo

Este artigo aborda discursividades sobre Metodologias Ativas (MAs) no material didático de ensino de língua materna, com o objetivo de problematizá-las. As MAs trazem estratégias que prometem uma aula mais dinâmica, com participação ativa do aluno, posicionando-o no centro do processo de aprendizagem, o que o conduz ao desenvolvimento da autonomia e responsabilidade. Os aportes teóricos são da Análise do Discurso (AD), com base em Foucault (1999), para a análise dos efeitos de sentido, emanados do discurso. No contexto escolar, o livro didático (LD) atua como forma de poder-saber, impondo regimes de verdade. Foi feita uma análise em um LD do ensino médio de escola pública, e foi observada uma sutil utilização das MAs. Elas aparecem como um embuste para o ensino tradicional, mascaradas de ensino libertador, divertido e lúdico. As Tecnologias de Informação e Comunicação (TDICs) são colocadas como se fossem de acesso fácil e familiares aos alunos.

Biografia do Autor

Silvelena Cosmo Dias, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, Campus de Três Lagoas (UFMS/CPTL)

Doutora em Linguística Aplicada (UNICAMP/IEL). Docente da UFMS/CPTL

Elizabeth Amorim Coelho, Universidade Federal do Mato grosso do Sul

Graduanda em Letras na UFMS/CPTL.

Referências

AUTHIER-REVUZ, Jacqueline. Heterogeneidade(s) enunciativa (s). Trad.: Celene M. Cruz e João W. Geraldi. In: Cadernos de Estudos Linguísticos, Campinas, n. 19, 1990, p. 25-42.

AUTHIER-REVUZ, Jacqueline. Heterogeneidade mostrada e heterogeneidade constitutiva: elementos para uma abordagem do outro no discurso. In: AUTHIER-REVUZ, J. Entre a transparência e a opacidade: um estudo enunciativo do sentido. Trad.: Alda Scher e Elsa Maria Nitsche Ortiz. Porto Alegre: EDIPUCRS, 2004, p. 11-80.

BACICH, Lilian; MORAN, José. Metodologias ativas para uma educação inovadora: uma abordagem teórico-prática. Porto Alegre: Penso, 2018.

BRASIL. Base Nacional Comum Curricular: Educação Infantil e Ensino Fundamental. Brasília: MEC/Secretaria de Educação Básica, 2017, p. 63-83; p. 132-187.

CEREJA, William, VIANNA, Carolina Assis Dias. CODENHOTO, Christiane Damien. Português Contemporâneo: diálogo, reflexão e uso. São Paulo: Saraiva, 2016.

CORACINI, Maria José. Interpretação, autoria e legitimação do livro didático: língua materna e língua estrangeira. Campinas: Pontes, 1999.

CORACINI, Maria Jos. A análise do discurso na Linguística Aplicada. In: CASTRO, Solange Teresinha Ricardo de (org.). Pesquisas em Linguística Aplicada. Taubaté: Cabral Editora e Livraria Universitária, 2003, p. 17-33.

DEWEY, John. Como pensamos: como se relaciona o pensamento reflexivo com o processo educativo: uma reexposição. 3º Ed. São Paulo: Nacional, 1959.

DIAS, Silvelena Cosmo. Simulacros desterritorializados: uma análise do discurso sobre as novas tecnologias em materiais didáticos de LI. 2016. Tese (Doutorado em Linguística Aplicada) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Estudos da Linguagem, Campinas, 2016.

DIESEL, Aline; BALDEZ, Alda Leila Santos; MARTINS, Silvana Neumann. Os princípios das metodologias ativas de ensino: uma abordagem teórica. In: Revista Thema, v. 14, n. 1, p. 268-288, 2017.

ECKERT-HOFF, Beatriz Maria. Escritura de si e identidade: o sujeito professor em formação. Campinas: Mercado das Letras, 2008.

FOUCAULT, Michel. A ordem do discurso. Trad.: Laura Fraga de Almeida Sampaio. 12a Ed. São Paulo: Loyala, 1995.

FOUCAULT, Michel. Microfísica do poder. Trad. Roberto Machado. 14ª Ed. Rio de Janeiro: Graal, 1999.

FOUCAULT, Michel. A verdade e as formas jurídicas. Rio de Janeiro: NAU, 2002.

FOUCAULT, Michel. A arqueologia do saber. Trad.: Luis Felipe Baeta Neves. 7ª Ed. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2009.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da Autonomia: Saberes necessários à prática educativa. 16ª Ed. Rio de Janeiro: Editora Paz e Terra S/A, 2000.

MORAN, José Manuel. Mudando a educação com metodologias ativas. In: Coleção Mídias Contemporâneas, convergências Midiáticas, Educação e Cidadania: aproximações jovens. Brasil, v. II, 2015. Disponível em: https://mundonativo digital.files.wordpress.com. Acesso em: 14 dez. 2020.

PÊCHEUX, Michel. Análise Automática do Discurso. In: GADET, F. e HAK, T. Por uma análise automática do discurso. Uma introdução à obra de M. Pêcheux. Campinas: Ed. Da Unicamp, 1969.

PÊCHEUX, Michel. Semântica e discurso: uma crítica à afirmação do ódio. Trad.: Eni Orlandi et alii. Campinas: Unicamp, 1988.

SILVA, Maria Izabel Oliveira da; PESCE, Lucila; NETTO, Antonio Valerio. Aplicação de sala de aula invertida para o aprendizado de língua portuguesa no ensino médio de escola pública. In: Tecnologias, Sociedade e Conhecimento, Campinas, vol. 5, n. 1, 2018.

Downloads

Publicado

25.06.2022

Como Citar

Cosmo Dias, S., & Amorim Coelho, E. . (2022). Discursividades no material didático de ensino de língua materna sobre metodologias ativas. DISCURSIVIDADES, 10(1), e–1012214. Recuperado de https://revista.uepb.edu.br/REDISC/article/view/997