A leitura em sala de aula: implicações sobre o gênero multimodal

Autores

Palavras-chave:

Leitura multimodal, Pedagogia dos letramentos, Formação

Resumo

A leitura multimodal diz respeito a uma competência linguística de grande importância para a formação de um aluno/sujeito crítico e interativo. Diante disso, faz-se necessário o seu incentivo e ensino em sala de aula. Assim, a presente pesquisa tem como objetivo realizar uma contextualização histórica sobre a leitura e, em seguida, apresentar como a leitura de textos multimodais é uma ferramenta importante no processo de ensino-aprendizagem de alunos e professores, uma vez que por meio dessa habilidade é possível realizar um ensino respaldado na pedagogia dos multiletramentos, trazendo a realidade da área externa da sala de aula para dentro da mesma. Para isso, a presente pesquisa adotará uma metodologia bibliográfica. Conclui-se,que os estudos que envolvem a formação de professores aliando teorias e práticas e seus resultados na formação de leitores proficientes são cruciais para a revisão de currículos dos cursos de licenciatura e outros voltados para a formação docente.

Biografia do Autor

Taísa Rita Ragi, Universidade Federal de Lavras

Mestranda no Programa de Pós-Graduação em Letras pela Universidade Federal de Lavras - UFLA 

Vanilda Aparecida Belizário, Universidade Federal de Lavras

Mestra em Educação pela Universidade Federal de Lavras - UFLA/MG.

Letícia Fernanda Carvalho Silva, Universidade Federal de Lavras

É doutoranda em estudos Afro-americanos pela University of Massachusetts-Amherst Linguista (Letras - Inglês/Português) pela Universidade Federal de Lavras.

Referências

BACALÁ, Valéria Lopes de Aguiar. A Leitura de novos gêneros digitais: Multiletramentos em construção. In: IV SIELP-Simpósio Internacional de Ensino de Língua Portuguesa, 2014, Uberlândia. Anais do SIELP. Uberlândia: EDUFU, 2014. v. 3. Disponível em: <http://www.ileel.ufu.br/anaisdosielp/wp-content/uploads/2014/11/1686.pdf>, acesso em 16 de fev. de 2022.

BARROS, Cláudia Graziano P. Capacidade de leitura de textos multimodais. POLIFONIA, Cuiabá, EDUFMT, p.161-186, 2009.

BELIZÁRIO, Vanilda Aparecida; SOUZA, Teciene Cássia de.; RAGI, Taísa Rita. Hipermídia: contribuições para o processo de formação de professores. Macabéa – Revista Eletrônica do Netlli, Crato, v. 10, n. 8, 2021, p. 180-190. Disponível em: <http://periodicos.urca.br/ojs/index.php/MacREN/article/view/3894 >, acesso em: 26 jan. 2022.

BUZATO, Marcelo E. K. O letramento eletrônico e o uso do computador no ensino de língua estrangeira: o caso Thereza - trabalho sobre letramento digital apresentado por Marcelo Buzato no 11º Intercâmbio de Pesquisa em Lingüística Aplicada, São Paulo, em maio de 2001

BRAGA, Denise Bértoli. Práticas letradas digitais: considerações sobre Cadernos do CNLF, Vol. XVI, Nº 04, t. 1 – Anais do XVI CNLF, pág. 681 possibilidades de ensino e de reflexão social crítica. In: ARAÚJO. Júlio César. (Org.). Internet e ensino: novos gêneros, outros desafios. Rio de Janeiro: Lucerna, 2007, p. 181-195.

BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria da Educação Básica. Base nacional comum curricular. Brasília, 2018. Disponível em: <http://basenacionalcomum.mec.gov.br/images/BNCC_EI_EF_110518_versaofinal_site.pdf >. Acesso em: 16 out. de 2021.

BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria da Educação. Parâmetros Curriculares Nacionais. Brasília, 1997. Disponível em: <http://portal.mec.gov.br/seb/arquivos/pdf/livro01.pdf >, acesso em 12 nov. 2021.

BRASIL. Ministério da Educação e Cultura – MEC, 2017. Resolução CNE/CP nº 2, de 22 de dezembro de 2017. Disponível em: <http://basenacionalcomum.mec.gov.br/images/historico/PORTARIA1570DE22DEDEZEMBRODE2017.pdf >. Acesso em: 17 out. 2021.

CERVETTI, Gina; PARDALES, Michael J.; DAMICO, James S. A tale of differences: comparing the traditions, perspectives and educational goals of critical reading and critical literacy. Reading Online, v. 4, n. 9, 2001. Disponível em: <https://www.researchgate.net/publication/334372467_A_Tale_of_Differences_Comparing_the_Traditions_Perspectives_and_Educational_Goals_of_Critical_Reading_and_Critical_Literacy >. Acesso em: 16 out. 2020.

COLOMER, Teresa e CAMPS, Anna. Ensinar a ler, ensinar a compreender. Tradução: Fátima Murad. Porto Alegre: Artmed, 2002. (Título original: Enseñar a leer, enseñar a compreender - 1996)

FERREIRA, Helena Maria; MELO, Guilherme; RAGI, Taísa Rita. O design de textos multissemióticos: implicações para o processo de produção de sentidos. Revista Signos, Lajeado, v. 2, n. 41, p. 190-208, jun. 2020. Disponível em:<http://www.univates.br/revistas/index.php/signos/article/view/2586 >. Acesso em: 23 jan. 2022.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da Autonomia: saberes necessários à prática educativa. 43. ed. São Paulo: Paz e Terra, 1996.

MARCUSCHI, Luiz Antônio. Compreensão textual como trabalho criativo. In: CECCANTINI, J. L. C. T.; PEREIRA, R. F.; JÙNIOR, J. Z. (Orgs.). Pedagogia cidadã: cadernos de formação - Língua Portuguesa.Vol.2. São Paulo: Unesp, Pró-Reitoria de Graduação, 2004.

MARCUSCHI, Luiz Antônio; XAVIER, Antônio Carlos (Orgs.). Hipertexto e gêneros digitais: novas formas de construção do sentido. 2. ed. Rio de Janeiro: Lucerna, 2005.

MESQUITA, Lucimara Grando; OLIVEIRA, Leonardo; RAGI, Taísa Rita. Multiletramento audiovisual: a constituição dos sujeitos pela linguagem nos espaços de cineclube. Caderno de Ensino, Linguagens e suas Tecnologias, Rio de Janeiro, v. 2, n. 4, p. 299-315, jul./dez. 2021. Disponível em: <https://revistascientificas.ifrj.edu.br/revista/index.php/celte/article/view/1889>, acesso em 20 de fe. 2022.

ROJO, Roxane Helena. Pedagogia dos multiletramentos: diversidade cultural e de linguagens na escola. In: ROJO, Roxane Helena.; MOURA, Eduardo. (Org.). Multiletramentos na Escola. 1ed. São Paulo, SP: Parábola Editorial, 2012, v. único, p. 11-32.

PRESNKY, Marc. Nativos Digitais, Imigrantes Digitais. De On the Horizon. NCB University Press, Vol. 9, No. 5, out., 2001.

SANTOS, Boaventura de Sousa. Um Ocidente não-ocidentalista? A Filosofia à Venda, a Douta Ignorância e a Aposta de Pascal. In: SANTOS, B. S.; MENESES, M.P.(Orgs.). Epistemologias do Sul. São Paulo: Cortez, 2010. p. 519-562.

SOLÉ, Isabel. Estratégias de leitura. Porto Alegre: Artmed, 1998.

Downloads

Publicado

12.03.2022

Como Citar

Ragi, T. R., Belizário, V. A. ., & Silva, L. F. C. (2022). A leitura em sala de aula: implicações sobre o gênero multimodal. DISCURSIVIDADES, 10(1), e–1012206. Recuperado de https://revista.uepb.edu.br/REDISC/article/view/952